13/04/2010

Hip Hop Muslim (Muçulmano)






Miss Undastood começou a escrever com 11 de idade, a vida na escola era muito rigorosa então o rap era uma forma de escapismo. Ela começou a rimar cifras nas ruas de Nova York, e há batalhar na faculdade, se tornou a primeira mulher Battle Champion em 2003, trazendo um rap regular e secular, mas enquanto ela estava na faculdade na idade de 18 anos decidiu fazer lyrics.Back islâmica um estilo por Miss Undastood usado para o rap com Papoose nas ruas de Brooklyn . Começou há trabalhar para a equipe de rua da Rockafella Records e já se apresentou em clubes de todo o Estados Unidos. Ela tem colaborado com muitos artistas islâmicos.Com 18 anos em diante Miss Undastood formou o bloco dos escritores. Tudo em um estilo islâmico. "As pessoas não me entendem. Ela diz que, por isso seu nome Miss Undastood. No início havia o apoio de muçulmanos e não muçulmanos. Miss Undastood tem o apoio de muitos influentes Imans Islâmicos de Nova York e Califórnia. Sua inspiração no Islã é Malik Abdul. Ela gosta e respeita a sua simples palestras e estilo inovador.

Seu primeiro CD foi gravado em 2002. Recebeu elogios da crítica. "As pessoas estavam sentindo o CD". A imprensa não-muçulmanos logo aderiu, interessados em seu trabalho. Ela fez um programa de TV chamado Cover Girl - Vive Young Women's. Foi entrevistada pela BBC radio1Xtra e jovens do programa de notícias BBC Newsround. No Reino Unido, Miss Undastood tem uma base de fãs cada vez maior. Ela se apresentou em shows em Londres e Manchester, com Mecca2Medina, os planetas, Sheikhspeare, The Blind Alfabetos e as pérolas do Islã em 2004 e 2005. Aqui alguns trabalhos de Miss Undastood.

Acesse: - My Space Msundastood

2 comentários:

A terceira intifada! disse...

Salve família Jihad!

Parabéns pelo trampo, mais uma vez!! Jihad é foda... tamo junto na militância sempre... como família e como RUA!

Nem sempre dá tempo de vir colocar a cara aqui no blog pra todo mundo ler, mas a luta sempre acontece por trás da cortina, e o Jihad é isso... além de rap, é hiphop, além de música, é JIHAD, é luta.

Resistência é Existência. Muita gente sobrevive das migalhas daqueles que realmente existem. Uns pro bem, outros pro mal, mas o Jihad tá na rima e no fronte fortalecendo sempre a família, o mais importante.

Jihad é nóis.
1saludo da Asfixia Social.

Vamo que vamo!
KN.

paulovsk_da_pg disse...

O Hip hop remove montanhas.
Militancia globalizada , pelo menos o verdadeiro Hip hop é assim!
Matéria interessante...
O Hip hop é isso !
Parabéns !