05/11/2010

Zumaluma - Canto Cultural NH²Z - Núcleo de Hip Hop - Muçulmanos e não Muçulmanos pelo mesmo ideal.



A Associação Zumaluma é uma organização não-governamental registrada sob o CNPJ 06.143.426/0001-80 e sediada à Rua Cerqueira César, 703, Jardim Santa Tereza, em Embu das Artes - Estado de São Paulo - constituindo o Canto Cultural NH²Z - Núcleo de Hip Hop Zumaluma - e oferecendo à comunidade local um espaço com atividades sócio-culturais e educativas gratuitas, há mais de 10 anos. O Núcleo de Hip Hop Zumaluma - NH²Z - realiza oficinas de hip hop e seus 4 elementos - MC, DJ, Dança de Rua Break e Graffiti - música, idiomas, percussão, capoeira, produção musical, entre outras, e conta também com programação cultural de qualidade em seu palco, visando utilizar a linguagem do hip hop como instrumento de arte-educação para a formação de crianças e jovens, e também, tornar o Jd. Santa Tereza e a Zumaluma um pólo cultural referência no hip hop nacional. Em agosto de 2010, um grande passo: o Ministério da Cultura do Governo Federal contemplou a Zumaluma como Ponto de Cultura.



NOSSA HISTÓRIA

A história da Associação ZUMALUMA teve início em 1998, quando César Mateus Rosalino - presidente da associação - sentiu a necessidade de criar um espaço de fomento à cultura, à educação e ao lazer, dentro da Favela do Inferninho, uma das mais carentes da Estância Turística de Embu das Artes - SP, localizada entre os bairros Jardim Santa Tereza e Santarém. Percebendo a necessidade de tornar a leitura mais acessível à comunidade, em especial às crianças e adolescentes, um precário e abandonado barraco da favela foi reformado para sediar o projeto inicial da Biblioteca Zumaluma.














César, conhecido no meio artístico como "Vulto", ou "Kaab", atua no movimento Hip Hop desde 1988, quando criou um dos primeiros grupos de rap da região. A partir de então, tornou-se importante figura desta cultura, trabalhou com artistas de renome da música nacional, e logo conseguiu conquistar o envolvimento da comunidade. Consequentemente, teve o apoio dos amigos e artistas GOG, Sérgio Vaz, Rappin Hood, Záfrica Brasil e O Rappa, e ainda, de militantes do movimento negro e da comunidade local.
Este último teve papel fundamental até mesmo para a criação do nome da Associação ZUMALUMA, formado pelas iniciais de Zumbi dos Palmares, Malcom X, Martin Luther King e Nelson Mandela, ícones da luta pela igualdade de direitos do negro na sociedade.












Com pouco apoio da administração pública ou de entidades privadas, a Zumaluma manteve suas atividades com a ajuda financeira de diversos artistas que se solidarizaram em contribuir. Na busca pela sustentabilidade dos projetos e de novos empreendimentos para uma contínua expansão de seus horizontes, a Zumaluma também estabeleceu como diretriz uma gestão democrática e aberta à participação da comunidade, visando realmente empoderar e representar a comunidade como um todo.
Assim, constituiu-se juridicamente no início dos anos 2000, quando já oferecia diversas oficinas no próprio espaço da biblioteca, com aulas de Hip Hop e seus quatro elementos - DJ, MC, Break e Graffite - teatro, idiomas, informática, capoeira, música, percussão, entre outros. A Zumaluma, único refúgio cultural para as crianças da Favela do Inferninho, tornou-se referência, recebeu o "Troféu Cooperifa - Projeto Revelação e Resistência", realizou intercâmbios com outras entidades, como a Brother System (Estados Unidos) e ganhou visibilidade, inclusive na mídia, com destaque para participações em programas de televisão (como no canal Futura) e nos documentários “Do outro lado da ponte” (Marta Baião, 2005) e “Rap e Repente” (Andréia Tolentino, 2009).

Zumaluma no canal Futura


Apesar dos altos e baixos financeiros, a distribuição massiva de alimentos e brinquedos se tornou praxe em datas como Natal e Dia das Crianças, e os frutos das atividades começaram a se tornar cada vez mais sólidos, com destaque para a formação, em 2002, do grupo mirim de percussão das oficinas BatucaZuma, que hoje forma o Bloco carnavalesco Zumaluma e tem lugar garantido nos desfiles da região. Ainda, outras parcerias com a prefeitura de Embu das Artes permitiram a realização de ações pró-cidadania na luta contra a AIDS na escola, debates sobre temas como preconceito, discriminação, diversidade social e racial, meio ambiente, saúde, e violência sexual e doméstica.



Em 2009, ganha destaque a expansão do projeto Literarua, desenvolvido na rede pública de ensino com aulas de graffiti e poesia, contemplado em primeiro lugar pelo programa de fomento à cultura "ProJovem", dos Governo Municipal e Federal. Também, ainda em 2009, a Associação Zumaluma participa ativamente da criação do Fórum de Hip Hop da Região Sudoeste de São Paulo - MR13 - que conquistou a inserção do palco Hip Hop na Feira de Artes do Santa Tereza, evento que reúne anualmente - em novembro - milhares de pessoas de toda a região, contando com shows de artistas locais, nacionais e internacionais dos diversos segmentos da música.



No início de 2010, com a reintegração de posse do imóvel na Favela do Inferninho, a Zumaluma muda-se para a Rua Cerqueira César, 703, localizada no coração do Jardim Santa Tereza, visando dar continuidade aos projetos desenvolvidos no decorrer dos mais de 10 anos de sua história. Assim, a Zumaluma instala-se estratégicamente em local de fácil acesso e cria o Canto Cultural NH²Z - Núcleo de Hip Hop Zumaluma.








Após alguns meses de investimento e preparação do novo espaço, o Canto Cultural NH²Z é inaugurado definitivamente, em Abril de 2010. O evento de inauguração reuniu centenas de convidados, bandas, artistas, coletivos e figuras públicas em prol de uma nova fase para a Zumaluma, agora com espaço ampliado para as mais de 10 oficinas que ocorrem entre as terças e sábados, como as de Hip Hop e seus quatro elementos - DJ, MC, Break e Graffiti - produção musical, música, percussão, capoeira, inglês, espanhol e alfabetização digital, e ainda, palco com estrutura para receber bandas e artistas.

O resultado de todo este trabalho foi a parceria com o Ministério da Cultura, que contemplou a Zumaluma como Ponto de Cultura, em agosto de 2010. Assim, a Zumaluma, por meio do novo Canto Cultural NH²Z, continuará buscando a ampliação de sua estrutura e melhorias em recursos e projetos, visando cada vez mais fazer parte da formação das crianças e jovens do Jardim Santa Tereza e proporcionar o enriquecimento cultural da comunidade, abrindo novos caminhos e perspectivas de vida para um futuro melhor na nossa quebrada, convidando a periferia e todas as quebradas para se unir pelo HipHop e suas causas.

By: Zumaluma - Jihad

3 comentários:

safira disse...

Todas as bênçãos sobre vós, irmãos e esse Trabalho maravilhoso!

Gisele Marie disse...

Assalam waleikum irmão!

Seu trabalho é de fundamental importância e que Allah abençoe sempre a sua vida por isto!

Fiquei muito interessada no tópico que você abriu na comunidade Muçulmanos Brasileiros e não sei como ainda mas gostaria de participar e ajudar.

Tomei a liberdade de incluir seu blog entre os linkados em meu blog.

Que a paz de Deus esteja sempre com você, parabéns pela iniciativa.

Salam!

Conscientização Islâmica disse...

Assalamo alaikum wa rahmatullahi wa barakatuh, irmãos...
Parabéns pelo trabalho social que fazem e principalmente pela vinculação ao Islam.
Sou de Minas Gerais e estou um pouco afastada da comunidade islâmica pelo fato de que em Minas somos pouquíssimos.
Que Allah, 3aza wa jal, abençoe o trabalho de vocês.
Caso se interessem em dar um lida em meus textos ou baixar livros e vídeos, visitem meu blog, insha'Allah: http://conscientizacaoislamica.blogspot.com/

Barakallahu fikum!!!
Sua irmã no Islam, Letícia